Na estreia de Alan Kardec, São Paulo só empata com o Orlando City

0 comentários

Titular em seu primeiro jogo, atacante se movimenta bastante, mas perde grande chance. Parceiros por Kaká, times não saem do 0 a 0 em amistoso nesta sexta

 Estádio acanhado dentro do complexo da Disney, torcida no estilo americano, campo pequeno e clima de festa. Esse foi o cenário da estreia de Alan Kardec com a camisa do São Paulo. Porém, não foi o suficiente para inspirar a equipe, que ficou somente no 0 a 0 com o Orlando City, na noite desta sexta-feira, no Wide World of Sports, nos Estados Unidos. Pior que o resultado foi perder Luis Fabiano, que sofreu lesão na coxa direita.

Kardec foi titular, se movimentou bastante, ajudou a marcar e, na grande chance que teve, furou na finalização de dentro da área. O time da casa deixou o clima amistoso de lado e não aliviou ao Tricolor. Foi um bom teste durante o período de treinos na cidade, que vai até o dia 28.

As duas torcidas dividiram o espaço do estádio - a do Orlando, inclusive, cantou o tempo inteiro. Foi o primeiro encontro da parceria que vai proporcionar ao São Paulo o retorno de Kaká.


Jogo em ritmo lento

O esquema do São Paulo com a entrada de Alan Kardec foi claro: ele aberto pela direita, Ganso como meia e Osvaldo na esquerda, todos atrás de Luis Fabiano. O camisa 14 fez o papel de acompanhar o lateral adversário até o campo defensivo várias vezes. Em outras, alternou de posição com o Fabuloso.

Foi em uma delas que perdeu sua grande chance, ao receber cruzamento de Douglas e furar, em lance no qual Luis Fabiano começou na meia - e se machucou logo na sequência. Foi pela direita que o Tricolor criou suas melhores oportunidades. Já o Orlando assustou com um chute de Mbenge, defendido por Rogério.

Na etapa final, o São Paulo teve bons 20 minutos, mas depois caiu de produção, talvez até segurando um pouco o ritmo, já que os jogadores do Orlando pegaram firme nas divididas. Com as várias alterações na equipe, a qualidade em campo também diminuiu. Pato e Ganso perderam boas oportunidades, enquanto o adversário levou perigo em chute de Span.

No duelo dos dois futuros times do Kaká, faltou o gol. Quando ele estiver em campo, com uma camisa ou com outra, com certeza isso vai ser mais difícil de acontecer.


 

Mais informações »

Kaká fecha com o São Paulo e será jogador do clube até o fim do ano

0 comentários

Meia já se acertou com o Orlando City para defender o clube americano a partir de 2015 e antes disso será repassado ao Tricolor. Jogador acertará a rescisão contratual com o Milan

Após a Copa do Mundo, Kaká voltará a ser jogador do São Paulo. O meia, que passa férias na Bahia, acertou com o Orlando City, dos Estados Unidos, para defender o clube a partir de 2015, e no segundo semestre de 2014 vai defender as cores do clube do Morumbi.
Presidente do Tricolor, Carlos Miguel Aidar diz que o acerto aconteceu na manhã desta quinta-feira com o pai do meia, Bosco Leite. O último detalhe burocrático antes de Kaká assinar com o clube americano e, posteriormente, com o São Paulo envolve o Milan. O brasileiro tem vínculo de mais um ano com os italianos, porém a não classificação para a Liga dos Campeões da Europa permite sua liberação imediata, sem custos, desde que o jogador queira sair. O salário do atleta no time italiano é de aproximadamente R$ 2 milhões por mês.

O mandatário do Tricolor esteve na Arena Corinthians nesta quinta-feira para acompanhar a partida entre Uruguai e Inglaterra, e confirmou o acerto com Kaká, colocando a resolução dos detalhes burocráticos com o Milan como último empecilho para que o reforço seja anunciado.

- Depende do Milan. Com ele já acertei. Só falta o Milan liberar - afirmou o dirigente, no estádio.

No fim de maio, o Lancenet noticiou o interesse do São Paulo em repatriar Kaká. Dias depois, Aidar admitiu a negociação e condicionou o retorno à vontade do jogador.
Kaká foi revelado pelo próprio clube em 2001 e ganhou projeção ao marcar os dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, no jogo de volta da final do Rio-São Paulo daquele ano. Ele foi vendido para o próprio Milan em 2003, por 8,5 milhões de dólares, e também passou pelo Real Madrid (ESP) antes de voltar à equipe italiana.

Mais informações »

São Paulo 1 X 1 Corinthians, melhores momentos - Brasileirão 2014

0 comentários

SÃO PAULO 1 X 1 CORINTHIANS -  Brasileirão 2014: São Paulo arranca empate do Corinthians em Barueri.

Timão sai na frente, mas recua demais e sofre gol do Tricolor, em jogo marcado por discussões de jogadores e cumprimento frio entre treinadores.

Com tensão entre os treinadores e muitas discussões e empurra-empurra entre jogadores, São Paulo e Corinthians empataram por 1 a 1 na Arena Barueri, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols saíram no segundo tempo. O Timão saiu na frente, com Fagner, mas recuou demais e sofreu o empate aos 34, com Luis Fabiano completando bom passe de Ganso.


video

Mais informações »

Kaká pode ser liberado pelo Milan, mas meia afirma desejo de continuar

0 comentários

Contrato permite a brasileiro deixar time, que não está classificado para Liga dos Campeões ou Liga Europa. Time americano pode ser o destino; São Paulo sonha

 O Milan vai encerrar a temporada sem conseguir se classificar para a Liga dos Campeões ou para a Liga Europa, e a ausência nessas competições pode fazer com que o clube perca Kaká. O brasileiro ainda tem um ano de contrato, mas, segundo o jornal "Gazzetta dello Sport", há uma cláusula no acordo que o permite se desvincular do clube rubro-negro caso o time não jogue a Champions. O jogador, porém, quer seguir em Milão. Após a derrota para o Atalanta por 2 a 1, neste domingo, o ídolo rossonero deixou claro o desejo de continuar e ajudar a encontrar soluções para a equipe dar a volta por cima.

- Minha vontade é de permanecer e jogar por mais um ano. Acho que isso conta, mas a diretoria deve decidir o que fazer, quais são os projetos. Tem sido um ano difícil para todo mundo Milan, com tantos problemas, troca de treinador, mas temos muitas soluções para buscar, e acho que o momento de crise pode nos mostrar o caminho certo - disse Kaká.
O "Gazzetta" explica que o Orlando City, que começará a jogar a Major League Soccer (MLS, principal liga de futebol dos Estados Unidos) a partir de 2015 é o principal candidato a tirar o meia do Milan. O dono do clube, o empresário brasileiro Flávio Augusto da Silva, lidera uma empresa de curso de idiomas que patrocina o jogador e já declarou que pretende contratar uma grande estrela brasileira. Kaká, por outro lado, nunca escondeu seu desejo de jogar no país da América do Norte.
O São Paulo, clube que revelou Kaká sonha repatriar o meia. O novo presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, disse que o jogador "cairia como uma luva" no Tricolor e até provocou polêmica ao dizer que o jogador é a "cara do Tricolor".

Mais informações »

Maestro, Ganso lamenta empate e elogia oportunismo de Luis Fabiano

0 comentários

Segundo o meia, São Paulo teve volume de jogo para virar o clássico contra o rival Corinthians. Tricolor tem seis pontos em quatro jogos no Campeonato Brasileiro

 Paulo Henrique Ganso foi um dos melhores em campo no clássico deste domingo, em Barueri. O meia do São Paulo, aliás, foi o responsável pela assistência a Luis Fabiano no gol de empate do Tricolor, em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Na saída de campo, o camisa 10 do time do Morumbi lamentou não ter conseguido a virada sobre o Corinthians.

-  Dei um passe, saiu o gol... Poderíamos ter chutado mais também e até virado a partida, pelo volume de jogo que tivemos. Mas o empate valeu para as duas equipes - disse Ganso.
O maestro tricolor também exaltou o oportunismo de Luis Fabiano no lance do gol de empate, aos 34 minutos do segundo tempo. O camisa 9 venceu o duelo com o zagueiro Cléber.
- No único espaço que tinha, o Luis Fabiano foi mais esperto e empatou pra gente - resumiu.
O São Paulo volta a campo no próximo domingo, às 16h, contra o Flamengo, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Com mais esse empate, o terceiro em quatro jogos, o Tricolor foi a seis pontos e segue apenas em posição intermediária na tabela de classificação.

Mais informações »

Poupado de críticas, Muricy inicia maio sem time e esquema definidos

0 comentários

Técnico segue à procura de um sistema tático, e equipe não consegue embalar; no ano, são 22 jogos, dez vitórias, seis empates e seis derrotas

 O São Paulo inicia o quinto mês do ano com muita irregularidade. O técnico Muricy Ramalho, que vem sendo poupado de críticas (a torcida tem preferido pegar no pé de alguns jogadores, deixando o treinador em paz), ainda não conseguiu encontrar um time ideal nesta temporada. Com isso, o desempenho do time é irregular. Nas 22 partidas que o Tricolor disputou neste ano, foram dez vitórias, seis empates e seis derrotas.
O São Paulo tem encontrado dificuldades mesmo diante de times que não estão elite do futebol brasileiro, casos do alagoano CRB, que venceu o Tricolor em confronto de ida na Copa do Brasil, e Penapolense, algoz nas quartas de final do Paulistão. 
Com a irregularidade, Muricy tem encontrado dificuldade para definir os 11 titulares e o esquema ideal para a equipe. No Campeonato Paulista, o treinador apostou no 4-2-3-1, com Pabón e Osvaldo aberto pelas pontas. Não deu certo. No início do Brasileiro e na segunda fase da Copa do Brasil, passou para o 4-4-2, com Paulo Henrique Ganso e Boschilia como armadores e Pato e Luis Fabiano na frente. Em quatro jogos com essa formação, o time venceu apenas uma vez.
Veio então o jogo de sábado, contra o Coritiba, pelo Brasileirão. Muricy sacou novamente Ganso e Boschilia e usou o time titular no 4-2-4, com Pabón e Alexandre Pato se revezando na armação. Também não funcionou. No segundo tempo, com Ganso novamente em campo, a equipe melhorou um pouco de rendimento, mas saiu amargando um empate por 2 a 2.

Contra o CRB, nesta quarta, às 22h (horário de Brasília), no Pacaembu, jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil, o treinador mudará a equipe mais uma vez. A tendência é que Ganso inicie o jogo no lugar de Pabón.
As mudanças no esquema provocam questionamentos, que irritam jogadores. No último sábado, após o empate com o Coritiba, o zagueiro Antônio Carlos rebateu quando questionado sobre o assunto.
– Vocês (jornalistas) fazem muito essa pergunta. A verdade é que não existe nenhum bicho papão no futebol brasileiro. Todos estão jogando mais ou menos a mesma coisa. O que vai fazer a diferença é a entrega, a disposição. E o time está lutando até o final. Temos de analisar as coisas da maneira correta – afirmou o defensor.
Quando questionado sobre o assunto, Muricy Ramalho se irrita e abusa das ironias contra os repórteres nas coletivas. Foi assim depois do duelo contra o Coritiba.
– Futebol não é colocar as peças no quadro negro. No quadro, não perco um jogo há 18 anos. É preciso testar no campo para ver o que dá certo e o que não funciona. Muitos de vocês (jornalistas) sabem muito e não observam isso - ironizou.
A semana promete ser de pressão, porque além de decisivo duelo diante do CRB (após derrota no jogo de ida, por 2 a 1, o Tricolor precisa vencer no Pacaembu), o time terá o clássico contra o rival Corinthians no domingo, em Barueri. Jogos importantes para começar a mostrar serviço.

Mais informações »

Muricy não revela escalação para quarta-feira, mas Ganso pode voltar

0 comentários

Camisa 10, que criticou o esquema tático adotado pelo treinador diante do Coritiba, tem boas chances de ser escalado contra o CRB, no Pacaembu

 Um treino tático em campo reduzido e nenhuma pista do time titular. Foi dessa maneira que o técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, trabalhou nesta segunda-feira, de olho no decisivo duelo da próxima quarta-feira, contra o CRB, às 22h (de Brasília), no Pacaembu, pela segunda fase da Copa do Brasil.
Paulo Henrique Ganso deixou o gramado questionando o fato de ter sido barrado e o esquema tático adotado pela comissão técnica. Embora tenha deixado claro que não gostou da manifestação do atleta, Muricy poderá ter de recorrer novamente ao camisa 10 no meio de semana. Ele provavelmente ocupará a vaga de Pabon, que foi o jogador mais vaiado pelos 31 mil torcedores presentes ao Pacaembu no último sábado. Osvaldo, que também não foi bem, corre risco de ser preterido. Nesse caso, as opções seriam Ademilson (para manter a formação com três atacantes) ou Boschilia (para retornar ao 4-4-2).
No treino desta segunda, o elenco foi dividido em pequenos times para que nenhuma pista fosse passada do time que entrará em campo no estádio do Pacaembu. Nesta terça-feira à tarde, ele comandará o último treino antes do confronto.
Existem dúvidas em relação ao time e ao esquema tático que será utilizado. A formação com quatro atacantes, usada no último sábado, diante do Coritiba, pelo Brasileirão, não funcionou. Muricy barrou o meia Paulo Henrique Ganso e apostou em Alexandre Pato e Pabon, que se revezavam como armadores. O time não esteve bem. No segundo tempo, com a entrada de Ganso, as coisas melhoraram, mas o time saiu de campo amargando um empate por 2 a 2, no Pacaembu.
Na defesa, uma mudança é certa. Rodrigo Caio, que foi expulso no duelo de ida contra o CRB, em Alagoas, será substituído por Edson Silva, que formará dupla com Antônio Carlos. Na lateral-esquerda, o uruguaio Alvaro Pereira, com uma lesão em um dedo da mão esquerda, jogará com uma proteção.
Por ter perdido por 2 a 1, a equipe paulista entra em campo com a obrigação de vencer para seguir adiante. O classificado desse confronto irá enfrentar quem passar da disputa entre Bragantino e Figueirense.

Mais informações »